• Primeira troca Grátis
  • Frete Grátis em compras acima de R$299,90
  • Em até 6x no cartão sem juros
0
Seu carrinho está vazio
Blog

Qual a melhor opção de tecido? Aprenda a escolher o ideal para você.

Publicado em 26.01.2022 |
35 visualizações

A moda Sleepwear está ganhando, cada vez mais, o coração da população. Não é novidade que após o início da pandemia causada pela Covid-19, as pessoas passaram a utilizar mais os pijamas em seus afazeres. E não estamos falando de qualquer pijama. Não são mais aquelas camisetas velhas, ou algo do gênero. Ultimamente, as peças estão chegando ao mercado com um toque mais moderno, com muito estilo e conforto.

Porém, ainda é possível observar as dúvidas quanto ao tecido ideal de pijama, tanto para temperaturas mais quentes quanto frias. Nesse artigo, você irá conhecer mais detalhes sobre os tipos de tecido mais utilizados. Assim, suas dúvidas não te atrapalharão mais na hora de escolher o seu querido pijama.

Os principais tecidos de pijama

Existem diversas opções de tecidos para pijamas, que promovem uma qualidade de sono melhor para cada pessoa e trazem conforto em todos os afazeres do dia a dia, se a pessoa quiser usá-lo também fora de casa, por que não? Antes de escolher o seu pijama, é preciso conhecer mais detalhes sobre esses tecidos e entender para quais momentos são indicados. Por isso, separamos os principais:

 Viscose

Primeiramente, viscose é uma fibra artificial de celulose. Ela é fabricada a partir de cavacos de madeira de árvores que possuem pouca resina ou da semente do algodão. Para a produção, é feita uma pasta celulósica que entra em contato com outras fibras e extrusada para dar origem à fibra de celulose.

 A viscose é usada em vestidos, blusas, casacos, trajes desportivos e pijamas, entre outros tipos de vestimentas. Os tecidos que possuem viscose em sua composição são mais leves e frescos, porque conseguem absorver a umidade e sua secagem é rápida. Por esse motivo, as peças com tecido de viscose são ótimas para quem não quer ter o incômodo de passar roupa, pois essas peças são difíceis de amassar.

 A seda é uma fibra proteica obtida através dos casulos do bicho-da-seda. Essa fibra é um filamento constante de proteína, produzido pelas lagartas de tipos específicos de mariposas, sendo essa uma das matérias-primas mais cara.

.FOTO ALGODAO BLOG POST DO DIA 19_01_2022 QUA_UNIVERSO TOQUE

Descrição: Mão humana segurando vários casulos do bicho-da-seda.

Acreditam-se que os chineses foram os primeiros a produzir seda. Curiosidade: Reza a lenda que a imperatriz Si Ling Chi descobriu esse recurso quando um casulo do bicho-da-seda caiu de uma amoreira dentro da sua xícara de chá. Uma descoberta inusitada como essa, que vai nos render um belo investimento, não acontece conosco, não é mesmo!?

 Esse tipo de tecido é usado para fabricar peças leves, brilhantes, macias, resistentes e de alta qualidade. A seda tem uma aparência cintilante, por conta da estrutura triangular da fibra, parecida com um prisma, que refrata a luz.

 Algodão

Já é de nosso conhecimento a existência da planta de algodão, cultivada em mais de 90 países, em regiões tropicais e subtropicais, devido a sua fibra e suas sementes.

 O tecido de algodão é o favorito de muitos, pois é super confortável, durável, resistente a todos os tipos de climas, e possibilita muito conforto e versatilidade. A fibra para fabricar esse tecido cresce em torno das sementes de sua planta. Ela é bem macia, o que contribui para os benefícios citados acima, além de secagem rápida, capacidade de absorção, elasticidade, brilho e baixa tendência para provocar reações alérgicas.

Poliéster

Existem aqueles que gostam e detestam o tecido de poliéster. Por quê? Logo, vamos explicar. Assim como a viscose, o poliéster tem sua composição de origem sintética, inventada por químicos britânicos. Consiste numa categoria de polímeros que contém um grupo funcional éster na cadeia principal, sendo a maioria termoplásticos.

Esse material tem maior durabilidade, conseguem manter a cor, seca mais rápido, amassam pouco, são leves, esticam e são mais baratos. E qual o motivo para algumas pessoas não gostarem? Isso vai depender da qualidade do tecido. Quando não é boa, tem a facilidade de dar bolinhas nas peças, esquentar muito, provocar cheiros desagradáveis e de serem mais frágeis a movimentos bruscos e ao calor. Mas, ressaltando novamente, isso vai depender da qualidade do tecido. Por isso, fique atento na hora de escolher a sua peça.

Moletom

Por último, temos o moletom, um tecido macio constituído de algodão ou de lã. Há dois tipos, um mais pesado, indicado para as temperaturas mais frias, e outro mais leve, que pode ser usado em temperaturas mais agradáveis. Esses mais leves, podem ser utilizados até mesmo no verão. Já reparou em conjuntos de shorts, croppeds e vestidos, por exemplo, feitos com tecidos de moletom?

 Afinal, qual tecido escolher na hora de comprar a peça?

Lembre-se que o principal é você se sentir confortável. Por conta disso, na hora de escolher um pijama, você tem que estar atento a estação do ano. Opte por peças mais leves, frescas e curtas para as temperaturas mais quentes, e vestimentas longas e aquecidas para os dias mais frios.

 É importante considerar também o tamanho das peças. Acaba sendo um incômodo dormir com uma roupa larga, que sai do lugar toda hora, ou algo muito apertado. Deixe seu corpo relaxado.

 Com essas dicas, você terá uma noite tranquila de sono. Compartilhe esse artigo com seus amigos e nos acompanhe nas redes sociais.

Postagens relacionadas

Universo Toque e os cookies: a gente usa cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.